Instituto SuperAÇÃO

Inovação na Educação Espaço Verde

Publicado: 09/02/2018


clique para ampliar

Este vídeo apresenta o tabalho do Instituto SuperAÇÃO no ano de 2017 em parceria com duas escolas municipais e a Secretaria Municipal de Educação de Itanhandu. No Espaço Verde, sítio do Instituto, estudamos geografia e ciências de maneira inovadora: Integrando Conhecimento, valores, pertencente a uma comunidade de aprendizagem.

 

Reconhecido pelo MEC há dois anos como institutição refrencia em inovação e criatividade na educação, o Instituto vem se dedicando a promover ciclo de estudos, implementar práticas inovadoras e apoiar parceiros, fortalecendo a rede local e microrregional.

 

A inovação na educação vem de dentro para fora sendo única de cada lugar. Isso porque depende da interação entre pessoas, vizinhos, parceiros e ambiente. Mas quando estudamos a inovação na educação no Brasil e no mundo, percebemos que,apesar da educação inovadora intimamente ligada às características de cada escola, percebemos que ela possui caracteísticas comuns (reconhecidas nos parâmetros presentes em www.criatividade.mec.gov.br), por exemplo:

 

Escolas inovadoras conferem autonomia ao estudante gradualmente durante o processo de ensino-aprendizagem. Baseiam seus acordos de convivência  em valores compartilhados, com direitos e responsabilidades, voz ativa no processo de educação. Buscam gestão compartilhada por meio de assembleias, comissões de responsabilidades e espaços para a intereção dos participantes. Repensam o espaço parfa que a inteligência coletiva possa expressar-se , pois é ela quem trará as soluções integrativas de que tanto precisamos.

 

Também procuram que a natureza esteja presente, com sua riqueza sensorial e calmante, de sons, cores, texturas e odores. Outras características fundamental das escolas inovadoras é o reconhecimento do ser humano integral, de modo que o currículo possa abranger seriamente não apenas a dimensão cognitiva, ams corporal, emocional, ética e estética do Ser Humano.

 

No Espaço Verde colocamos em prática que o PCN de geografia recomenda: "Desde as primeiras etapas  da escolaridade, o ensino da Geografia pode ter como objetivo mostrar ao aluno que cidadania é também o sentido de pertencer a uma realidade. Que as relações entre a sociedade e a natureza formam um todo integrado (constantemente em transformação) do qual ele faz parte e que, portanto, precisa conhecer e do qual se pinta membro participante, afetivamente ligado, responsável e comprometido historicamente com os valores  humanísticos".